Curso de Negociação

Imagine que você esteja vendendo seu carro e queira R$ 40 mil por ele. Seu colega de trabalho disse que está interessado, mas fez uma contraoferta de R$ 35 mil, à vista. A compra do seu carro novo está praticamente certa mas, para fechá-la, você ainda precisa vender o seu – e, por isso, a oferta do seu colega parece cada vez mais atraente.

Curso de NegociaçãoVocês conversam novamente na hora do almoço, mas ele permanece irredutível: R$ 35 mil. No fim da tarde a concessionária onde seu carro novo está reservado liga avisando que a reserva expira naquele dia, caso o negócio não seja fechado.

Você sente a oportunidade escapando pelos seus dedos e decide conversar novamente com seu colega de trabalho para tentar, ao menos, trazer o valor oferecido mais para perto do pedido. Você bola uma estratégia e, com ela, vai conversar com seu amigo.

Depois de alguns minutos de conversa, ele oferece dividir a diferença entre o que está oferecendo e o que você está pedindo, isto é, R$ 37.500. Feliz da vida você aceita e acha que fez um ótimo negócio.

O que você não sabe é que deixou passar uma ótima oportunidade de aumentar o valor que recebeu- e o que você perdeu daria para pagar um ótimo curso de Negociação. E ainda sobraria dinheiro para encher o tanque.

Não acredita? Então clique aqui e descubra o que você deixou passar!

A urgência da urgência

Em tempos de crises, onde grandes mudanças precisam ser implementadas rapidamente, nada é mais urgente do que a própria urgência.

Alguns podem querer desenhar planos mirabolantes, outros ocupam-se em recrutar aliados de peso para sua empreitada. Mas sem o correto sentimento de que há pressa, muita pressa, a iniciativa corre o sério risco de ser inócua.

Continue lendo “A urgência da urgência”