Se você acha que errar é bom, precisa acertar mais

Muita gente gosta de dizer que errar é bom, que tem seu lado positivo e que é errando que se acerta. Quem pensa assim, está precisando acertar um pouco mais.

Errar não é bom e ninguém gosta. Ninguém prefere errar a acertar. Errar só tem o seu lado positivo se você conseguir aprender com o seu erro – e isso é bem diferente do erro propriamente dito, pois você também pode aprender acertando, ou até mesmo aprender antes de tentar. E não é errando que se acerta; é acertando que se acerta.

Continue lendo “Se você acha que errar é bom, precisa acertar mais”

Pequenas vitórias, grandes mensagens

Todos nós temos acompanhado os acontecimentos recentes no Rio de Janeiro, torcendo pela vitória da polícia contra os traficantes de drogas. A cidade vive um momento único em sua história, talvez na melhor chance até hoje de derrotar um problema endêmico.

Desde a semana passada, a ofensiva vem conseguido êxito em suas iniciativas acumulando, deste modo, pequenas porém significativas vitórias.

Como explica John Kotter, em The Heart of Change, essas vitórias de curto prazo "alimentam a fé no esforço de mudança, recompensam emocionalmente os que trabalham duro, mantêm os críticos longe e criam ímpeto1".

Continue lendo “Pequenas vitórias, grandes mensagens”

O absurdo paralisante

Dia desses o futebol americano universitário viu o que um quarterback criativo pode fazer. Na saída de bola ele simplesmente pegou a bola e saiu andando em direção ao gol, diante dos olhares atônitos dos adversários – e do seu próprio time – até disparar em direção ao touch down. Veja abaixo a inacreditável cena:

Continue lendo “O absurdo paralisante”

A urgência da urgência

Em tempos de crises, onde grandes mudanças precisam ser implementadas rapidamente, nada é mais urgente do que a própria urgência.

Alguns podem querer desenhar planos mirabolantes, outros ocupam-se em recrutar aliados de peso para sua empreitada. Mas sem o correto sentimento de que há pressa, muita pressa, a iniciativa corre o sério risco de ser inócua.

Continue lendo “A urgência da urgência”